Sistema nervoso central e periférico

 

Sistema nervoso centralSistema nervoso periférico

Nos vertebrados, a distinção entre as duas divisões do sistema nervoso adulto é simples: o sistema nervoso central (SNC) compreende todo o tecido nervoso encontrado dentro de caixas ósseas (o crânio e a coluna vertebral), enquanto o sistema nervoso periférico (SNP) compreende todo o tecido nervoso restante, situado fora do crânio e da coluna vertebral - portanto, todos os nervos e gânglios do corpo.

 

 

 

 

Em geral, isso coincide bastante bem com o critério embrionário de divisão entre SNC e SNP: todas as estruturas do SNC são derivadas de progenitores que formam as paredes do tubo neural, enquanto as estruturas do SNP são derivadas da crista neural, um conjunto de células progenitoras que se descolam do tubo neural assim que ele se fecha. Como os progenitores formados pela crista neural migram ao longo dos segmentos em formação do corpo, os neurônios que eles formam acabam se situando fora das caixas ósseas no adulto.

A exceção curiosa à correspondência entre tubo neural-dentro de caixas ósseas e crista neural-fora de caixas ósseas é a retina, a porção sensorial dos olhos, que tem origem no tubo neural e portanto faz parte do SNC, mas acaba se situando fora do crânio ao longo do desenvolvimento.

A divisão entre SNC e SNP é mais do que mero recurso didático ou semântico. As características estruturais dos neurônios diferem entre as duas divisões, e as células da glia são estrutural e funcionalmente diferentes também. Um dos resultados dessas diferenças é que os axônios do SNP são capazes de se regenerar espontaneamente quando lesionados, enquanto os axônios do SNC precisam de ajuda da ciência para tal.